Nota de falecimento: Regina Junker

Publicado por Sara de Paula em Geral  |  30/01/2017 às 15:58:02


Imagem publicada por Adel Daher Filho

 

NOTA DE FALECIMENTO
 

A irmã Regina Junker nos deixou ontem (29) na Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba, interior de São Paulo, devido uma infecção generalizada. Regina foi velada hoje na Capela Cardassi, também em Araçatuba. Estiveram presentes no velório o Rev. Nicanor Lopes, professor na Faculdade de Teologia Metodista (Fateo), o Rev. Elieser de Oliveira da Igreja Metodista em Araçatuba e o Rev. Pedro Figueira da Igreja Metodista de Birigui, com sua esposa Rvda. Susylaine Donangelo Figueira.
 

Regininha, como era conhecida, foi Coordenadora do Departamento Nacional de Trabalho com Crianças na década de 90, produzindo um trabalho de excelência junto a instituição. Entre as publicações de sua gestão, estão os materiais "É tempo de repartir", produzido para Vigília Nacional pela Criança de 1996, em solidariedade com a Missão Metodista Tapeporã, e o artigo "Gente do Coração Quente", onde reflete sobre a experiência do coração aquecido vivida por John Wesley.
 

Regina Naef Bretanha Junker também regeu o coral da Faculdade de Odontologia de Lins (FOL) onde a cantora fez parte durante muitos anos do corpo docente, no Conservatório Musical Santa Cecília de Araçatuba. 
 

Nos solidarizamos com a família, amigos/as e irmãos/ãs em Cristo de Regina Junker, que enfrentam a saudade enquanto a autora, professora e musicista descansa no Senhor. Agradecemos por sua vida, dons e ministérios desenvolvidos na Área Nacional, nas Igrejas Locais e na missão da Igreja Metodista no Brasil. 
 

Que o Espírito Santo consolador esteja presente nesse momento de luto.
 

 

GENTE DO CORAÇÃO QUENTE*
Regina Naef Bretanha Junker


Num lugar longe daqui, num tempo onde não havia o que a gente pode ver hoje, carro, TV, celular...numa família onde todo mundo ia a igreja, um menino chamado João Wesley corria e brincava como todas as crianças gostam de fazer! Ele aprendia a ler em casa com sua mãe e seus irmãos, pois não havia muitas escolas para ir. Logo pôde ler a Bíblia e aprender as histórias daquela gente que conhecia do amor e do cuidado de Deus.


João aprendeu a orar, a ajudar as pessoas que precisavam, além de fazer um combinado com Deus de ir sempre à igreja, dar suas moedas como ofertas para ajudar e ser um bom menino. Ele foi crescendo sem esquecer tudo que havia combinado e quando ficou moço foi estudar em outra cidade. Lá ele continuou orando, lendo a Bíblia, ajudando as pessoas e indo para a igreja sem nunca esquecer de dar sua oferta para ajudar.


Num certo dia, ele se levantou bem cedo e começou a lembrar de tudo o que já sabia sobre o amor de Deus e de seu filho Jesus. Tomando chá com leite (lá era assim...) ele pensou em tudo que Jesus tinha ensinado e ficou muito preocupado com a sua vida: será que eu estou de bem com Deus? Será que estou fazendo boas coisas?

 


E assim pensativo João foi para o culto da manhã que era feito na sua igreja. Lá ele ouviu que Deus ama todas as pessoas e que mesmo que elas façam coisas que não são boas mas se arrependem e confiam em Jesus e no que ele disse não precisam se preocupar que já estão de bem com Deus, basta confiar no Seu amor! Ele saiu da igreja muito alegre com tudo o que tinha ouvido! Mas...no final da tarde ele já estava pensativo de novo.

 


Então ele se lembrou que de noite tinha uma reunião de oração e que um amigo tinha convidado ele para ir. A reunião era numa sala da sua igreja.

 


João chegou e sentou meio desanimado.

 


E aí aconteceu uma coisa diferente com ele: o pastor foi falando, falando, as pessoas começaram a orar e ele foi sentindo o coração bater mais forte, mais rápido! Era como se só ele estivesse na sala...todas as palavras que o pastor dizia sobre o amor de Deus eram iguais as palavras que ele tinha ouvido no culto da manhã! A cada instante seu coração ficava mais alegre! Até que João sentiu como se seu coração estivesse mais quente, sentiu um fogo dentro do peito!!!

 


Que coisa maravilhosa de se experimentar! Sentir no coração a certeza do amor de Deus pela gente...saber que mesmo que a gente erre, Deus nos ama e nos perdoa se a gente pedir...Isso é demais!! pensava ele...Daquele dia em diante ele resolveu falar para todo mundo do lugar onde ele morava desse amor e da sua experiência de sentir o coração aquecido! Ele continuou com os seus combinados mas agora era diferente: ele sabia e sentia que Deus ama todas as pessoas e que seu filho Jesus nos ajuda a ficar cada dia mais de bem com Deus! 

 


 

* Publicado originalmente no site da Igreja Metodista de Vila Isabel

 

Tags:  sem tags no momento!


Comentários


BUSCA

FACEBOOK

DESTAQUES

Jornal Expositor Cristão novo site